6 de out de 2010

Amores eu sei, na vida eu achei e perdi.




De repente você se flagra sem cinto de segurança dirigindo a sua própria vida. E nota que por um acidente de percurso você deixa pessoas no caminho. Você tenta consertar. Freia bruscamente. Dá a ré. E nada mais acontece. Não há como voltar. Você se desespera. Mas entende que perder amores e amigos também é uma manobra. Você retorna. Você volta pra estrada, tira o pé do freio, engata a primeira e acelera. Brinca feito criança no volante. Liga o rádio e põe trilha sonora na sua história. Daí você aumenta o som, põe óculos escuros e segue. Parte pra onde o destino queira te levar. Você pensa que essa é sua sina, dirigir até encontrar. Aí você procura! Procura na próxima esquina alguém que te faça sorrir. Procura por alguém que esteja a sua espera. Procura por você de novo (nem que seja no espelho do retrovisor). E ao se encontrar, você percebe que há pessoas que surgem do nada e te fazem um bem danado. Na próxima rua, mais procura. Você quer um amor de verdade, como passageiro eterno pra você carregar!!!

É ai que sua buzina diz: adeus solidão.

"Ligo o rádio do meu carro, pego a estrada
Não sei nem pra onde vou
Ponho os óculos escuros
Deixo a mente apertar o acelerador
Essa noite eu quero festa, eu quero rua
Eu quero é me apaixonar
Num romance a cem por hora
Alguém sozinho como eu pra poder falar"

(Alemão Ronaldo - Me leva pra casa) 



----------------------------------------


Encontrei esse texto armazenado em meus doc. desde 2008... certamente ele estava ali por alguma razão...
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário